Highslide for Wordpress Plugin
CNBB, Notícias Gerais › 14/10/2013

Papa Francisco autoriza decreto de beatificação de religiosa que viveu no Brasil

111013_3O Vaticano divulgou nesta sexta-feira, 11 de outubro, novos decretos da Congregação da Causa dos Santos. O documento informa que no dia 9 de outubro, o papa Francisco acolheu o pedido da canonização da beata Angela de Foligno, da Ordem Secular de São Francisco, que viveu no século XIII.

No mesmo ato, o pontífice autorizou a Congregação a promulgar decretos referentes a sete causas de beatificação, entre eles de duas pessoas que viveram no Brasil. Foi aprovado o milagre atribuído à intercessão da Serva de Deus, Maria Assunta Caterina Marchetti (foto), co-Fundadora da Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos. Ela nasceu na Itália, mas faleceu na cidade de São Paulo (SP), em 1948, após 50 anos de vida missionária no país.

A postuladora da causa, irmã Leocárdia Mezzomo, explica que a expectativa agora é pela publicação do decreto de beatificação. “Certamente, a celebração será realizada, muito em breve, na cidade de São Paulo. As irmãs Scalabrinianas aguardam, com alegria, esse anúncio”.

Virtudes heroicas

Foi autorizada também a promulgação do decreto referente às virtudes heróicas do Servo de Deus Attilio Luciano Giordani. Leigo e pai de família, foi cooperador da Sociedade Salesiana de São João Bosco. Nasceu na Itália em 1913 e faleceu no Brasil, em Campo Grande (MS), em 1972.

O papa Francisco também autorizou a publicação dos decretos referentes às virtudes heroicas de Amato Ronconi, fundador da Casa de Repouso Obra Pia Beato Amato Ronconi, na Itália; o bispo Pio Alberto Del Corona, fundador da Congregação das Irmãs Dominicanas do Espírito Santo; Maria Elisabetta Turgeon, fundadora da Congregação das Irmãs de Nossa Senhora do Santo Rosário de São Germain, no Canadá; Maria de São Francisco Wilson, Fundadora da Congregação das Irmãs Franciscanas de Nossa Senhora das Vitórias; e de Maria Eleonora Giorgi, da Congregação das Servas da Virgem Maria Adolorada de Florença.

Por cnbb.org.br