Highslide for Wordpress Plugin

Remédio natural faz mal?

Remédio naturalQuando usado de forma correta, não.

Todo medicamento, independentemente de ser natural ou não, deve ser ingerido conforme orientação de um médico e da forma como o fabricante indica. Só assim a pessoa estará protegida contra eventuais problemas de saúde. Alguns remédios que fazem bem para uma coisa, podem prejudicar em outras. Aporangaba, por exemplo, usada contra a obesidade, pode causar irritação no estômago de pessoas sensíveis, aumento de pressão em quem tem tendência a doenças cardíacas e ainda insônia e enxaqueca. Os elementos que têm efeito laxante também podem causar aborto.

Substâncias simples, como arnica e calêndula, podem fazer mal à saúde se ingeridas indiscriminadamente. A arnica, anti-inflamatória natural ótima para cicatrização e combate a hemorragias leves, não deve ser utilizada por via oral, pois há risco de dano no fígado. A calêndula, também cicatrizante e eficiente para estimular atividade hepática, em excesso desencadeia nervosismo, depressão, falta de apetite, náuseas e vômitos. Os calmantes com a passiflora (flor do maracujá), se tomados pela manhã, produzem sonolência e dificuldade para dirigir. Esses efeitos colaterais, como o próprio nome indica, não são desejados.

O mesmo vale para os chás. Para alcançar o efeito desejado e não causar problemas à saúde, devem ser utilizados nas quantidades e frequências corretas, observadas as contraindicações.

É preciso ter cautela

A medicina natural tem sérios riscos associados e só deve ser usada com cautela, porque se descobriu pouco ainda sobre a maioria das ervas medicinais e chás. É muito difícil distinguir remédios naturais bons daqueles que não dão nenhum resultado.

É necessário ter muito cuidado na hora de conciliar o tratamento natural ao tradicional. Além dos efeitos tóxicos, as substâncias naturais também podem interagir com medicamentos ou agravar algumas doenças. Por isso, sempre que for ao médico, diga a ele se você utiliza algum tipo de chá com frequência ou medicamento à base de plantas (fitoterápicos, por exemplo).

Procure orientação médica

A maior parte dos fitoterápicos são seguros e eficazes. Porém, como todo medicamento, requerem cuidados especiais para o uso. Antes de ir à farmácia e comprar o produto que alguém lhe indicou, consulte um médico. Somente ele poderá orientar sobre qual a maneira correta de utilizá-lo, assim como a quantidade, o tempo de administração e as contraindicações.

Cuide da sua saúde sempre: mantenha uma alimentação saudável e equilibrada, exercite sua mente e sua memória, não permita que o estresse invada sua vida. Beba mais água, não fume, movimente seu corpo, diminua o sal e sorria, pois esta é uma forma natural para melhorar a saúde. Sorrindo, são movimentados cerca de 400 músculos, o sistema imunológico é fortalecido, é estimulada a produção de serotonina (que regula a sensibilidade a dor, ajuda na depressão, ansiedade e melhora a oxigenação). Sorrir é natural e não faz mal.

Fonte: Pastoral da Criança
http://www.pastoraldacrianca.org.br/

Os comentários estão desativados.