Highslide for Wordpress Plugin

Rio de Janeiro: 450 anos de história

DSC_7361_02032015113851O aniversário de 450 anos da cidade do Rio de Janeiro foi marcado por várias comemorações ao longo do dia primeiro de março. As festividades começaram às 7h30, com uma cerimônia cívico-militar realizada na Fortaleza de São João, na Urca, onde a cidade foi fundada, em 1565.

Durante a cerimônia, o prefeito Eduardo Paes recebeu 20 veleiros, que partiram de Bertioga, no litoral de São Paulo, refazendo o percurso realizado pelo fundador do Rio, Estácio de Sá. Um ator representando o capitão português entregou ao prefeito a chave da Fortaleza de São João, o primeiro forte da cidade, construído no século 17. Duran
te a solenidade tiros de canhão foram disparados.

 

Missa Solene

A missa pelos 450 anos do Rio foi realizada no Santuário Arquidiocesano de São Sebastião, a tradicional Igreja dos Capuchinhos, na Tijuca, às 8h30. Centenas de fiéis participaram da Eucaristia presidida pelo arceb

ispo do Rio, Cardeal Orani João Tempesta, concelebrada pelos bispos auxiliares, Dom Paulo Cezar Costa, Dom Luiz Henrique da Silva Brito e Dom Roque Costa Souza, além de Ministros Provinciais e religiosos Capuchinhos.

DSC_7418_02032015113947

 

Antes do início da celebração, o prefeito entregou a chave da cidade para o cardeal, que abençoou também outras três relíquias cariocas guardadas no Santuário: a imagem de São Sebastião, trazida por Estácio de Sá, os restos mortais do fundador da cidade, e a pedra fundamental da fundação.“Vamos pedir para continuar contribuindo, fazendo nossa parte dentro dessa caminhada da cidade. Devemos pedir paz, fraternidade e o entendimento entre as pessoas”, concluiu.Em sua homilia, Dom Orani destacou o papel da Igreja na formação e consolidação da cidade. Segundo ele, a celebração de aniversário é um momento muito propício para relembrar as contribuições sociais e culturais consequentes da presença do catolicismo no Rio de Janeiro. O cardeal acrescentou ainda que a Igreja tem grande responsabilidade para ajudar a construir o espírito e a alma carioca e que “é necessário contemplar a possibilidade, através dos valores do Evangelho, de tornar a cidade um lugar ainda melhor, apesar dos calvários e sofrimentos aqui presentes”.

Bolo de 450 metros

Pouco antes das 10h, uma réplica da imagem histórica de São Sebastião foi levada em um carro do Corpo de Bombeiros para o Centro do Rio, onde um bolo de oito toneladas e 450 metros de extensão, ocupou a Rua da Carioca. A imagem de São Sebastião foi levada ao local pelo cardeal arcebispo do Rio, que recebeu a terceira fatia do bolo.

Inaugurações

À tarde, o prefeito e o governador inauguraram o Palácio Rio450, a nova sede da Prefeitura do Rio, localizada em Oswaldo Cruz, e o Túnel Rio450, que liga o Centro ao Viaduto do Gasômetro, na Zona Portuária, e é o primeiro subterrâneo do Rio.

 Entrega de medalhas

image1_01032015235136_02032015114043

 

No início da noite, no Palácio da Cidade, em Botafogo, foi entregue a Medalha 1º de Março a personalidades que fizeram parte da história do Rio. A medalha, produzida em parceria com a Casa da Moeda, foi entregue para 14 cariocas de nascimento ou adoção, que contribuíram para a chamada identidade carioca. O cardeal Orani João Tempesta foi agraciado com a Medalha 1º de março pelos trabalhos realizados em favor da cidade.

Na ocasião, o prefeito Eduardo Paes anunciou os heróis da cidade. No Livro de Heróis e Heroínas do Rio de Janeiro, estão inscritos 63 personalidades, que morreram há mais de 30 anos. O primeiro da lista dos heróis da cidade é São Sebastião. Também constam: Estácio de Sá, José do Patrocínio, Machado de Assis, Oswaldo Cruz, Noel Rosa, Carmen Miranda, Vinícius de Moraes, entre outros.

Na cerimônia, o prefeito apresentou também o selo comemorativo produzido pelos Correios especialmente em homenagem ao aniversário de 450 anos da cidade.

Fotos: Gustavo de Oliveira e Leanna Scall

 

fonte:arqrio.org